Banner
Base da Biblioteca Municipal do Barreiro
Registos: 1 - 2 de um total de 2
Título: O primeiro plano de urbanização do Barreiro [Recurso electrónico] : 1948-1957
Autor(es): Nelson Miguel Trindade Gonçalves ; orient. Magda Pinheiro
Doc. electrónico: Dados
Publicação: Lisboa : ISCTE-IUL, 2013
Descrição física: 111 p.
Notas: Fonte: file:///C:/Users/ciente1/AppData/Local/Temp/O%20Primeiro%20Plano%20de%20Urbanização%20-1.pdf. - Tese de Mestrado em História Moderna e Contemporânea - Cidades e Patrimonio
Assuntos: Urbanismo | Habitação--política--Barreiro (Portugal) | Biblioteca digital | Fundo local--Barreiro (Portugal) | História local--Barreiro (Portugal) | Barreiro (Portugal)--Ordenamento do espaço
Veja também: Gonçalves, Nelson Miguel Trindade | Pinheiro, Magda
Outros recursos:

Capa

Lista de exemplares

A carregar...
notifications_activePara empréstimo de um documento tenha em atenção a sigla da biblioteca, nº de registo e cota
Título: A margem Sul do estuário do Tejo : factores e formas de organização do espaço
Autor(es): Maria Alfreda Cruz
Publicação: Montijo (Gazeta do Sul, 1973)
Descrição física: 415 p. : XXI quadros estatísticos, 52 fotos; 25 cm
Resumo: A região sobre a qual incide o estudo geográfico que nos propusemos fazer insere-se funcionalmente na de Lisboa e, embora a divisão administrativa do País a inclua no distrito de Setúbal, separa-se desta cidade e de toda a humanização da Arrábida por um deserto de charnecas que nem mesmo a circulação rodoviária do século XX logrou extinguir. Apesar do destino suburbano que hoje a define nas linhas gerais, pesa sobre ela um passado suficientemente original para a ter marcado na expressão geográfica, a que correspondem aliás estruturas locais diferenciadas. Estamos em face de uma área única no conjunto da grande região de Lisboa. Única pelo jogo complexo de problemas que se interrelacionam e se projectam numa paisagem, onde, lado a lado, a fisionomia arcaica das povoações características evoca um passado concluso e onde as formas de crescimento actual de subúrbio mal se integram no substrato de que irromperam. A Margem Sul do Estuário do Tejo é sede da mais poderosa dinâmica demográfica do País, do maior complexo industrial directamente ligado a Lisboa, com orgânica comercial, ao nível da empresa, em grande parte localizada no centro desta cidade e ainda duma agricultura de mercado orientada para o consumo da capital. Mas é também, recessivamente embora, uma região de surgimento obscuro e de desenvolvimento por muito tempo pausado que lhe permitiu, à ilharga de Lisboa, manter o seu vincado carácter que a explosão demográfica urbana deste século apenas afectou muito localmente.
Assuntos: Migração--Margem Sul | População--Margem Sul | Habitação--Margem Sul | Industrialização--Margem Sul | História local--Barreiro (Portugal) | Fundo local--Barreiro (Portugal) | Almada (Portugal)--Ordenamento do espaço | Barreiro (Portugal)--Ordenamento do espaço | Montijo (Portugal)--Ordenamento do espaço | Seixal (Portugal)--Ordenamento do espaço
CDU: 911.3(469.412) | 711.2(469.412)
Veja também: Cruz, Maria Alfreda, 1937-
Localização: 911.3(469.412) CRU (BMB) - 32830027391. - Fundo Reservados - FL. - Consulta
911.3(469.412) FER (BMB) - 32830063380. - Fundo Reservados - FL. - Reservados
911.3(469.412) CRU (BMB) - 32830064511. - Fundo Reservados - FL. - Reservados

Capa

Lista de exemplares

A carregar...
notifications_activePara empréstimo de um documento tenha em atenção a sigla da biblioteca, nº de registo e cota